O tempo do parto

Quanto dura o trabalho de parto? Essa pergunta, que tanto escuto das gestantes e seus companheiros, não tem resposta fácil.

O trabalho de parto pode ser dividido em três estágios. O primeiro é a dilatação, composta pela fase latente, fase ativa e fase de transição. Na latência, o colo do útero amolece, afina e começa a dilatar. Não há um número de horas determinado para esta fase; ela pode durar poucas horas ou mais de um dia. Como as contrações ainda estão curtas, espaçadas (mas regulares, a cada 10 minutos em média) e não muito fortes, a dica é seguir com a vida normal, na medida do possível, e principalmente, se alimentar e descansar.

Na fase ativa, contrações efetivas levam à dilatação do colo do útero. Essa fase começa a partir de 6cm de dilatação, quando já é necessário o monitoramento intermitente dos batimentos cardíacos do bebê. As contrações vêm a cada 5 minutos e duram em média um minuto. Aqui, podemos ter uma ideia de tempo: 1cm de dilatação a cada 1,5h. Como cada gestação, cada parto, cada mulher e cada bebê são únicos, esses números são apenas uma referência, podendo variar dependendo de fatores como movimentação da mãe, seu estado emocional, posicionamento do bebê, entre outros.

A fase de transição é o final da dilatação, quando contrações muito intensas – durando cerca de um minuto e meio, a cada 3 minutos – levam à abertura total do colo do útero, permitindo que o bebê inicie sua descida pelo canal vaginal.

O segundo estágio do parto é o expulsivo, que vai do momento da dilatação total (10 cm) até o nascimento. Aqui a mulher sente vontade de fazer força, o que chamamos de puxos involuntários. O bebê desce pelo canal vaginal, passando pela bacia da mãe, até chegar ao músculo do períneo, que se alonga para a saída da cabeça do neném. Em média, essa fase dura de 40 minutos a uma hora. Segundo o Colégio Americano de Obstetrícia e Ginecologia, o expulsivo pode durar até duas horas sem anestesia e até três horas com anestesia. De forma geral, no Brasil, os médicos humanizados seguem essa orientação.

No estágio final do parto, ocorre a dequitação (saída) da placenta, que o útero expulsa naturalmente 20 ou 30 minutos após o nascimento do bebê, podendo levar mais – ou menos – tempo.

Então, quanto tempo dura um parto? Aprendi em cursos que o trabalho de parto pode durar de 6 a 18 horas. Mas por tudo o que vivi, li, ouvi e presenciei, em meu próprio parto e nos últimos três anos como doula, o tempo do parto é outro. É o tempo da generosidade, da perseverança, da paciência. É o tempo da entrega a um processo que é lindo, forte, intenso, arrebatador como deve ser a chegada de um filho. Trabalhos de parto são imprevisíveis, são bagunçados, e cada um tem seu tempo.

Portanto, esqueça o relógio e viva seu parto da melhor maneira. O parto é o portal de passagem para um mundo novo, da mulher antiga que morre, da nova mãe que nasce, da família que se forma. Do seu jeito, no seu tempo!

 

Deixe um comentário